Anotações oníricas [Viagens ao dormir]

Posts Tagged ‘Paul McCartney

Sonhei com esse disco. O McCartney II. De 1980. E que eu devo ter desde 1990 mais ou menos. E que vem por aí remasterizado. No sonho eu beijava, cheirava, abraçava o disco. Um caso de amor. 🙂 Domingo tem Paul pela quinta vez. Deve ter algum sentido. 🙂

Sonhei com Paul McCartney ontem e anteontem.

Ontem ele estava passando som para um show que faria no Marista, escola onde estudei. E eu não conseguia entrar. Ficava doida, andando pela calçada, e me diziam que não cabia mais ninguém lá dentro.

Anteontem eu tive mais sorte. Bem mais. Eu e Cleiton estávamos em um show de Paul na praia de Copacabana. Aham! Detalhes bizarros oníricos: cada pessoa estava sentada em uma carteira de escola, colocada na areia mesmo. E a gente estava na primeira fila! Quase no final do show, o velho e amado Macca descia do palco e ia até a minha carteira. Segurava minhas duas mãos e continuava cantando.

Sonho é bom porque é da gente! 😛

Dânia Castello Branco diz:
Ah, Bi, sonhei com o show de Paul! Olha meu sonho!! Foi cômico! Eu mandava uma carta pro hotel contando toda a história de Suzie Burton. “When I was a little child I used to play with my Barbie doll as she was your best friend. The biggest one!” rsrsrs “And I used to say that your song Let´em in was wroten for her”
*Fê diz:
Eita, eu tava junto, né???
Dânia Castello Branco diz:
Mas foi uma carta só rsrs
*Fê diz:
Pode me incluir hehehehehe
Dânia Castello Branco diz:
Aí na hora do show, ele virou antes de cantar Let´em in e disse “THIS SONG IS FOR MY BEST FRIEND SUZIE BURTON”
hahahhahahahahhaa Ai, já pensou?? Eu queeeeeroooooooooooooo!
*Fê diz:
HAHAHAHAHAHA Vou postar no meu blog de sonhos!
Dânia Castello Branco diz:
Posta!! Posta!! Ah, e no show eu tava com uma blusa que mandei fazer: I LOVE SUZIE BURTON!

Suzie Burton was a good friend of mine

Paul estava assim, lá no Sesc!

Sabe aqueles sonhos tão bons, mas tão bons, que a gente acorda sorrindo? Pois minha manhã de domingo até que começou legal, graças ao Sir Paul.

Sonhei que ele fazia um showzinho básico na Choperia do Sesc Pompeia. hahahaha Como sonhar NÃO CUSTA NADA, nem estava lotado!!! Cheio, mas com aquelas laterais bem vazias até. Como sonho tem que ser louco, o palco era no lado oposto ao que é.

Eu estava bem na frente. Grudada. Via Paul muito de perto. E ele estava amarrado a umas cordas, era jogado, como se estivesse voando, em cima da plateia. No chão, uma criança com deficiência estava dentro de um cesto da AACD. E ele mostrava uma rosa vermelha para a criança, enquanto “voava”.

O lado pesadelo desse sonho ótimo é que eu tinha deixado as baterias da máquina em casa recarregando. Detalhe: essa noite deixei duas baterias recarregando mesmo. E, no show do Macca, eu só estava com uma bateria no finalzinho, e eu me desesperava um pouco, claro. Do meu lado, uma menina que nunca vi na vida, virava pra mim e dizia que ele tinha sorrido ao ver minha tatuagem dos Beatles. Na hora em que tinha virado para procurar Dânia, minha irmã, que estava comigo. Depois, a mesma menina dizia: “Fernanda, você já leu um livro chamado Comédias da Vida de um Jornalista?” Eu olhava pra ela com raiva, só porque ela sabia meu nome e também sabia que eu era jornalista. E respondia que nunca tinha nem ouvido falar desse livro. hahahaha

Apesar da intrusa, eu acordei leve, leve. Como se estivesse mesmo tido a chance de ver Paul mais uma vez.