Anotações oníricas [Viagens ao dormir]

Corra, Lola, corra

Posted on: quarta-feira, 2 setembro, 2009

Eu corria muito. Marcava de encontrar sei lá quem [ou será que sei?] em uma lanchonete imensa que tinha a frente para a Paulista e os fundos para a Alameda Santos [e que não existe]. Chegando lá, um assalto em uma farmácia onde parei para comprar alguma coisa. Eu me escondia. E corria. Mas para onde eu corria, tinha confusão. Eu não conseguia escapar.

Antes disso, sonhei com a madrinha da minha irmã caçula, tia Marluce, que eu não vejo há muitos anos. E com Renato, o filho dela que tinha a idade mais próxima à minha. E que também não vejo há muitos anos. Estávamos na mesma casa, decidindo quem ia dormir onde. E eu tinha muita intimidade com ele, como se fôssemos irmãos.

Completando a trilogia, sonhei com a faculdade. Só com a entrada do campus. E eu chegava a pé. Tinha uma pista para pedestre, igual a uma ciclovia. Só era permitido andar ali a pé. E mamãe ia comigo, dizendo que ia obrigar minha irmã a andar naquele lugar porque ela era muito preguiçosa. hahahahahaha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: